terça-feira, 5 de junho de 2007

Dia Mundial do Meio Ambiente



Alô amigos do Parque Central :

Hoje, dia mundial do meio ambiente, quero deixar um agradecimento a todos vocês que estão nesta luta pela preservação da natureza e comprometidos com o futuro do planeta.
Quero citar o exemplo da Prefeitura de Diadema que está disposta a comprar uma área verde de 5.000 metros para continuar a formar pulmões verdes pela cidade, enquanto nós estamos na luta para que não nos tirem os 3.000 metros de área verde para a construção da pista de skate.
Como gostaríamos de receber este presente neste dia mundial do meio ambiente....
Mas como parece que não será assim tão fácil a nossa luta continuará.
Texto de Claudete.

3 comentários:

Amigos do Parque Central disse...

Faça o que pode para comemorar o dia de hoje.O Parque Central é muito pequeno, mas você pode ampliar !

Francisco disse...

No dia mundial do meio ambiente,a própria natureza nós dá um bom motivo para comemorar. O casal de corujas que iam ser expulsos daquela aréa para construcão da pista procriaram,sentiram que seu habitat vai ser preservado e tiveram vários filhotes.

paulo disse...

A importância das aves.
Dizem os índios suruí, na sua história sobre a criação do mundo, que os tatus é que cavaram o que seria o leito dos rios; depois, vieram os pássaros e, com seu xixi, criaram as águas que correm nos rios.
Com essa narrativa mitológica, já mostravam os índios, há muito tempo, aquilo que ainda temos dificuldade para entender e aceitar - a ligação fundamental que existe entre todas as espécies e o meio ambiente, a biodiversidade.
A série de reportagens mostrada ao longo deste mês aqui no Repórter Eco, entre muitas coisas, documentou um dos ângulos dessa inter-relação: a importância das aves para a reprodução de plantas, dispersando sementes.
Sem os pássaros, essas plantas podem extinguir-se.
Também nessa área o Brasil é um país privilegiado, com quase 1800 espécies de pássaros, como se mostrou. E talvez sejam muitas mais. Em 20 anos, mais de 100 novas espécies foram identificadas no país. Além disso, quase 200 espécies de pássaros só existem aqui.
Mas toda essa riqueza e essa beleza só são possíveis também porque a diversidade vegetal do Brasil é incomparável e favorece a abundância da fauna, que dela se alimenta.
Se os nossos biomas continuarem a ser dizimados - como vem acontecendo - os pássaros também estarão ameaçados. Da mesma forma, se prosseguirem as ameaças aos pássaros, os biomas em seu todo serão comprometidos. E nós já temos mais de 100 espécies de pássaros ameaçadas de extinção.
Como escreveu o poeta Manoel de Barros, os pássaros também conduzem os homens para as águas, para as árvores e para o amor. Nossa vida seria muito pobre sem eles.

wlrnovaes@uol.com.br

Washington Novaes, jornalista, é supervisor geral do quadro Biodiversidade que faz parte do Repórter Eco. Foi consultor do primeiro relatório nacional sobre biodiversidade. Participou das discussões para a Agenda 21 brasileira. Dirigiu vários documentários, entre eles a série famosa "Xingu" e, mais recentemente, "Primeiro Mundo é Aqui", que destaca a importância dos corredores ecológicos no Brasil.